homofobia no estádio

Mesmo em meio a tantos pedidos de famosos para que o futebol se torne um lugar menos homofóbico e mais respeitoso, o Brasil é o sexto país mais multado pela Fifa por causa da homofobia no estádio de futebol. Os dados foram levantados durante as eliminatórias da Copa do Mundo 2018. A Fifa arrecadou mais de R$4,3 milhões em multas por causa de gritos homofóbicos.

O Brasil foi punido por cinco vezes por causa deste problema, com o total de R$336 mil. O Chile lidera o ranking. Entre os dez mais punidos, nove ficam na América Latina, apenas a Grécia não faz parte do continente. Em ordem decrescente a lista é liderada pelo Chile, Argentina, Honduras, México, Peru e o Brasil.

Vale lembrar que no ano de 2016 o Brasil teve um aumento de 30% nos casos de mortes entre LGBT’s, segundo levantamento do Grupo Gay da Bahia.

As punições da CBF aconteceram nos jogos contra Colômbia, Bolívia, Paraguai, Equador e Chile. Os chilenos, que foram multados 10 vezes, ainda foram punidos com a suspensão do estádio Nacional de Santiago por dois jogos.